O berço da civilização brasileira, lugar de cultura distinta e icônica, um dos estados mais reconhecíveis do país… conheça a Bahia! Neste artigo, reunimos um bocado de curiosidades a respeito da cultura, das características e do brilho único do estado baiano. Viaje conosco!

Origens: três povos em conflito

Como a Bahia se formou? O território baiano foi povoado por colonizadores portugueses a partir de Porto Seguro. Os colonizadores jesuítas marcaram grande presença, sendo responsáveis pela difusão do catolicismo, um dos ingredientes da cultura do estado e do país. Africanos, apesar de serem sujeitos ao trabalho forçado, foram imprescindíveis à construção da identidade baiana e brasileira.

A presença de três povos: nativos, africanos e portugueses, marcados por importantíssimas histórias de conflito, emancipação, miscigenação e eventual união, garante à Bahia sua diversidade étnica desde o princípio, assim como explica o sincretismo religioso do lugar.

O nome Bahia provém da Baía de Todos-os-Santos, presente no litoral do estado. Este nome foi transferido para a capitania, e o H foi mantido, conforme a língua portuguesa na época.

Mesmo que você já conheça a Bahia de hoje, é importante falar de sua história, onde encontramos inúmeras revoluções, exemplos de identidade e autodeterminação do povo baiano, como a Conjuração Baiana, a Revolta dos Malês e a Guerra de Canudos.

San Salvador Bahia

Cultura: comunidade total

A cultura baiana é, sem dúvida, uma das mais ricas do Brasil. Entre as contribuições genuinamente baianas à cultura brasileira estão o samba, o axé, o lundu e o trio elétrico. Em Salvador, o carnaval acaba por ser a maior festa de rua do mundo.

O candomblé baiano é uma mistura especial do candomblé tradicional africano e do catolicismo. É um produto do sincretismo religioso desde a época da escravatura, misturando elementos do monoteísmo cristão com rituais candomblecistas.

Entre as expressões do folclore na Bahia estão a eletrizante capoeira e o bumba meu boi. O senso de alegria em comunidade é um elemento quase sempre presente na expressão cultural baiana. O espírito baiano difere muito do pensamento dos sulistas e sudestinos.

O estado valoriza e preserva sua identidade: é dotado de muito artesanato tradicional e relíquias do passado. Há construções coloniais no Pelourinho, em Salvador, e também o único monumento da época quinhentista ainda existente no Brasil: as ruínas do Castelo Garcia d’Ávila, na Praia do Forte.

Acarajé - A baiana do Acarajé Claudia Baiana

Culinária: conheça a Bahia através do paladar

Quando falamos na comida tradicional da Bahia, sentimos água na boca. O estado remete imediatamente a pratos potentes e deliciosos como o acarajé, o abará e o vatapá, e também a doces como o mungunzá.

É imprescindível falar sobre o acarajé: praticamente um símbolo da Bahia, o bolinho de massa feijão-fradinho com cebola provém da África. O acarajé é comido no café da manhã na Nigéria, e é presente na África Ocidental como comida de rua. Os baianos costumam acrescentar pimenta e camarões à receita

A gastronomia traduz a história, e a partir dela também é possível que você conheça a Bahia: os pratos carregam consigo temperos típicos africanos, tradições indígenas e ingredientes portugueses.

É possível sentir o sabor do alto astral da Bahia nos pratos. Os temperos fortes e sabores potentes são como uma metáfora para a energia do povo baiano.

Morrão, no Parque Nacional da Chapada Diamantina - Bahia crop 2

Pontos turísticos: beleza natural e tradição

A Bahia é frequentemente escolhida como destino para turistas de todo o mundo, tanto por suas paisagens paradisíacas quanto por sua cultura rica e tradicional.

Além do carnaval de Salvador, reconhecido internacionalmente, há muitos outros pontos turísticos, como por exemplo a Baía de Todos-os-Santos, repleta de construções históricas, e a Chapada Diamantina, de beleza natural monumental.

Trancoso é um distrito de Porto Seguro com muita atividade turística por sua atmosfera amistosa, tradicional e pacata. Em Coroa Vermelha, uma enseada ao sul da Bahia, pode-se visitar o primeiro lugar de contato entre índios e portugueses no Brasil, assim como o local onde ocorreu a primeira missa.

O New York Times, em 2003, chegou a dizer que a Bahia é o “verdadeiro Brasil”.

Arriscamos dizer: todo brasileiro precisa respirar o ar baiano pelo menos uma vez na vida.

Fontes

Imagem em destaque: Jonathan Wilkins, CC BY-SA 3.0, Link

http://www.cultura-arte.com/bahia/cultura.htm
https://www.infoescola.com/historia/historia-da-bahia/
https://www.estadosecapitaisdobrasil.com/bahia/culinaria-da-bahia/
http://www.cultura-arte.com/bahia/samba.htm
http://www.brasilazul.com.br/culinaria-bahia.asp
http://www.nytimes.com/2003/08/03/travel/sunday-on-the-beach-with-jorge.html

Translate »