Ebony Preston
A soprano Ebony Preston Woods já interpretou a personagem Bess (da ópera Porgy & Bess, de Gershwin), com enorme sucesso, em Catania, Dresden, Las Palmas, Linz, Massy, Roubaix e, mais recentemente, em Lucerna, Hamburgo, Frankfurt e Colônia.

Apresentou-se em inúmeros palcos de ópera europeus, entre eles: Teatro di San Carlo, Alte Oper Frankfurt, Komische Oper Berlim, Teatro Massimo Bellini, Semperoper Dresden, Opera de Massy, Teatro Nacional de Mannheim, Staatsoper Hamburgo e Neues Musiktheater. Nos Estados Unidos, cantou ao lado da Sinfônica de Alabama, Ópera Louisiane, Ópera Mobile, Ópera Memphis, Orquestra Sinfônica de Memphis, Ópera de Pensacola e Teatro da Ópera de São Francisco. Seus papéis operísticos incluem: Violetta (La Traviata), Mimi (La Bohème), Bess (Porgy & Bess), Susannah (Susannah) Suor Angelica (Suor Angelica), Pamina (Flauta Mágica), Donna Elvira (Don Giovanni), Susanna (As Bodas de Fígaro), Meg (Little Woman), Laetitia (A Solteirona e o Ladrão) e Sally (A Hand of Bridge).

Cantora versátil, Ebony Preston Woods transita muito bem nos gêneros clássico e jazz, tendo sido destaque do Festival Internacional de Jazz de Ibague, na Colômbia. Recentemente, cantou na estreia mundial de Quiet Pride, de Rufus Reid, baixista e compositor de fama internacional.

Vencedora distrital e finalista regional do Teste do Conselho Nacional da Metropolitan Opera, Ebony foi finalista nacional do Concurso de Canto Rose Palmai-Tenser e vencedora do concurso da Ópera de Birmingham e do concurso National Orpheus. No âmbito acadêmico, concluiu recentemente seu doutorado em Artes Musicais.

Compromissos futuros incluem o prosseguimento no papel-título em Porgy & Bess ao lado do Coro G. F. Händel da Suíça, além de uma montagem completa na Itália.

Habilidades

, , , , ,

Postado em

13 de março de 2018

Enviar Comentário