Edicson Ruiz

Nascido em Caracas em 1985, Edicson Ruiz decidiu tocar o baixo quando ele tinha apenas onze anos de idade. Seu primeiro professor e mentor Felix Petit o guiou em seus estudos em “The System”, a orquestra nacional juvenil venezuelana fundada por José Antonio Abreu.

Aos 15 anos, Edicson Ruiz ocupou o primeiro lugar no International Solo Bass Competition em Indianapolis, EUA. Em 2001, tornou-se o membro mais novo da Academia Orquestra da Filarmônica de Berlim, onde estudou com Klaus Stoll. Durante esse período, Edicson Ruiz ganhou um emprego na Filarmônica de Berlim.

Edicson Ruiz é um dos solistas mais bem sucedidos do tempo presente, e seu virtuosismo impressiona o público em todo o mundo. I é um convidado regular em festivais como o Festival de Salzburgo tal, o Festival de Lucerna, eo Chopin Festival Varsóvia, e tem realizado concertos em grandes metrópoles: como Nova York, Berlim, Tóquio, Madrid, Zurique e Johannesburg.

Ele estreou obras escritas para ele Numerosos por Heinz Holliger compositores: como, Rudolf Kelterborn, Paul Desenne, Efrain Oscher, Luciano Maria Serra, Pantaleon Arturo, Matthias Ockert, Luis Antunes Pena, Dai Fujikura, Rudolf Kelterborn e Roland Moser. Suas atividades de música de câmara já o levou a fechar relações com Anner Bylsma, György Kurtág, Heinz Holliger, Elliot Carter, Maurice Bourgue, Klaus Thunemann, Sabine Meyer, Yuri Bashmet, Christian Tetzlaff, Thomas Zehetmair, Gidon Kremer, Lars Vogt e Jörg Widmann.

Edicson Ruiz gravou vários CDs com Phil.Harmonie, que enfatizam sua paixão pela música do século XVIII. As produções internacionais de televisão também testemunham suas realizações versáteis. Foi concedido o Prêmio José Felix Ribas em 2002 por seu serviço à arte e à cultura.

Habilidades

, , ,

Postado em

13 de março de 2018

Enviar Comentário