Eliseu Ferreira

Natural de Anápolis (GO) ,Eliseu Ferreira é graduado em educação artística e clarineta pela Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás. É mestre em regência orquestral pela mesma instituição.

Estudou com professores como Luiz Gonzaga Carneiro e Fernando Machado (clarineta), Angelo Dias e Zuinglio Faustini (canto) e Emílio de César. Participou de festivais, cursos de aperfeiçoamento e masterclasses no Brasil e no exterior, tendo aulas com renomados professores, dentre eles Dante Anzolini, Roberto Duarte, Roberto Minczuk, Aylton Escobar, Kirk Trevor, Tomás Koutnik, Neil Thomson, Frank Shipway e Kurt Masur.

Participou de cursos de regência no Paraguai, República Tcheca, Inglaterra e França. Foi regente nos seguintes grupos: Orquestra Filarmônica de Goiás, Orquestra Jovem de Goiás, Orquestra Planalto Central, Orquestra de Câmara de Goiânia, Camerata Vocal de Goiânia, Banda Sinfônica do CEFET-GO, Orquestra Sinfônica de Goiânia, dentre outros. Foi também regente titular e diretor artístico da Orquestra de Câmara Goyazes por dois períodos: 1999-2003 e 2008-2011. Em 2012 e 2013 foi diretor artístico e regente titular da nova Orquestra Filarmônica de Goiás, com a qual atuou em concertos e turnês.

Durante 15 anos foi regente titular e diretor artístico da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG) por 15 anos, com a qual realizou um intenso trabalho didático e artístico, realizando séries de concertos na capital e em todo o Estado de Goiás, além de turnês em outros estados brasileiros e também turnês na Espanha, Alemanha e Venezuela. Entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017 realizou uma turnê de oito concertos com a OSJG na China (sendo a primeira orquestra sinfônica brasileira a se apresentar naquele país), tocando em salas importantes em cidades como Nanjing, Hangzhou, Ningbo, Huzhou, entre outras.

Foi fundador, diretor executivo e artístico do Instituto Sinfonia do Amanhã na cidade de Cachoeira Dourada (GO), com o qual realizou concertos em Goiânia, Brasília, Niterói, Petrópolis e em Roma, na Itália. Atualmente é diretor do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás em Artes Basileu França e diretor técnico da Orquestra Sinfônica de Goiânia.

Habilidades

, , , ,

Postado em

13 de março de 2018

Enviar Comentário