Marina Diniz

, ,
Marina Diniz

“Tem gente que já nasce sabendo o que quer ser quando crescer. Tem aqueles que passam uma vida inteira sem ter ideia do que fazer. Há ainda os que descobrem, por caso do acaso, no meio caminho. Comigo foi assim. Eu não pensava em ser DJ. Até eu encontrar a música, ou até que ela me achasse. Tinha 16 anos quando comecei a brincar de tocar em festas de amigos. Entre uma batida e outra, a diversão se transformou em profissão.

Em 2007, me mudei para Dublin. Na mala, planos de estudar música e uma vontade imensa de ganhar o mundo. Na Irlanda me profissionalizei. E os tais sonhos viraram realidade: toquei no Dublin Fringe Festival, um dos eventos multimídia de maior importância da Europa; toquei em clubs em Mykonos,

Paris, Londres, Milão, Sicília, Ibiza, Barcelona… No mesmo ano, fui uma das atrações do Winter Music Conference, em Miami, com gigs no Soho House e The Icon. De volta a São Paulo, me estabeleci na cena da cidade, tocando também por todo o Brasil, com sets open format, que transitam de Disco a House, passando por outras sonoridades.”

Habilidades

, ,

Postado em

15 de março de 2018

Enviar Comentário