Pascual Osa

Espanhol de Siete Aguas, Valência, Pascual Osa estudou percussão no Real Conservatório de Música de Madrid e na Faculdade de Música de Berlim. Estudou piano e composição com Antón García Abril e regência com o maestro Enrique García Asensio. Foi condecorado pelo governo espanhol com o Premio Nacional de Fin de Carrera, que premia a excelência acadêmica. Aos 20 anos de idade obteve uma cátedra na Orquestra Nacional da Espanha, onde leciona até hoje.

A partir de 1990 dedicou-se a ampliar sua formação em regência com maestros importantes. Estudou em Siena (Itália) com Ferdinand Leitner, em Saluzzo (Itália) com Aldo Ceccato, na Academia Bach de Stuttgart (Alemanha) com Helmut Rilling e no Centro de Música Tanglewood de Massachussetts (EUA) com Seiji Ozawa e Bernhard Haitink.

No ano 2000 fundou a Orquestra e Coro Filarmonía, nos quais atualmente é o regente titular. A companhia vem se consolidando no panorama da música erudita da Espanha, destacando-se por ter sua própria temporada de concertos no Auditório Nacional de Madrid. A Orquestra Filarmonía tocou ao longo de nove anos no programa Conciertazo da RTVE, sob direção de Fernando Argenta.

Pascual Osa regeu praticamente todas as orquestras espanholas, além de ter se apresentado à frente de orquestras internacionais com a Orquestra de Câmara Savaria (Hungria), Filarmônica de Pleven (Bulgária), Filarmônica de Londres (Reino Unido), Ópera Constanta (Romênia), Sinfônica do Peru, Sinfônica Nacional do Equador, Orquestra do Novo Mundo (México) e Sinfônica do Chile. De 2013 a 2015 foi diretor da Orquestra do Real Conservatório de Madrid e, desde 2015, dirige o espetáculo Antologia da Zarzuela, que tem como presidente de honra Plácido Domingo.

Pascual Osa esteve ainda à frente de produções de ópera como TurandotOtelloNormaCarmen e La Traviata, entre outras. Em suas produções de zarzuela, figuram La Rosa del AzafránLa del Soto del ParralLa del Manojo de RosasDoña Francisquita e Luisa Fernanda, entre outras.

Em 2013 o regente foi agraciado com o título de “Espanhol Exemplar” da Cidade de Madrid, por sua contribuição à música espanhola, notadamente através da temporada estável da Orquestra Filarmonía no Auditório Nacional. Recebeu ainda o Prêmio Cultura Viva na categoria música, pela contribuição para a manutenção e difusão da música espanhola e promoção das obras de compositores espanhóis da atualidade.

Pascual Osa foi membro da representação espanhola nas solenidades do 10º aniversário dos atentados de 11 de setembro, nos Estados Unidos, quando regeu o concerto oferecido na sede da ONU em Nova York.

Habilidades

, , ,

Postado em

26 de setembro de 2018

Enviar Comentário